Seguidores desse Blogger

quinta-feira, 2 de maio de 2013

O INVERNO - poema

O INVERNO

Chuva no Ceará é ouro
Nem assim o sol se esconde
A água já vem morna
No ponto da terra banhar
E a cana dá o mel
Faz a rapadura bem docinha
Parece o gosto do céu
Os açudes estão sangrando
Tudo que é violeiro cantando
O derrame da água divina
O arroz de palha boa
O verde aparece na campina 
O sertão é uma festa só
Tudo é símbolo de fartura
Nada é motivo pra chorar
Por isso peço pra chover
Chover bem de mansinho
Pra boneca do milho vingar
E o ano inteirinho
Ter festa no meu Ceará

Artur Cortez

Nenhum comentário: