Seguidores desse Blogger

sábado, 11 de maio de 2013

FESTA DO INTERIOR - poema



FESTA DO INTERIOR

Quando olhei o céu azul
Hipnotizado ficou meu olhar
Coisa tão linda de admirar
Eram as nuvens carregadas ao sul
Tempo bom no meu Ceará

A chuva é benção ao nordestino
Que espera a agua no chão
Pra de verde pintar o sertão
Mudar de sorte transforma o destino
Pra esse povo alegrar o coração

É chuva que o vento trás
Batizando a semente na terra
Fazendo brotar feita primavera
A colheita que pós o inverno traz
A fortuna do amor que se encerra

Artur Cortez

Nenhum comentário: