Seguidores desse Blogger

sexta-feira, 24 de maio de 2013

LÍNGUA DE CANDINHA - versos em prosa



LÍNGUA DE CANDINHA

Se até o passado é engraçado
Do futuro faço piada no agora
Por isso dou laço de nó e amarro
O presente pra não ir embora

É bom meu viver nesse instante
Embora as bocas digam que não
Desafio as candinhas doravante
A fala mal depois dessa lição

Minha vida agora é bênção divina
Tenho tudo que procurei sempre
Então parem de serem adivinhas
E esqueçam a vida da gente

Vou chamar você pra brincar
Uma coisa que aqui aprendi
Trate de sua vida ir cuidar
A minha tem quem cuide aqui

Pois fofoqueiro é língua de lodo
E língua grande também aqui há
Parece bueiro sujo ou esgoto
Onde os ratos vivem a morar.

Artur Cortez

Nenhum comentário: