Seguidores desse Blogger

segunda-feira, 20 de abril de 2009

DELADHONA - poema

BELADHONA

Foi dando asas a imaginação
Que encontrei o meu amor
Numa brisa a tarde de solidão
Desfiz-me da mascara de dor

Encontrei o meu amor, eu gritei!
Acabou a solidão companheira
E nas asas de meu amor eu voei
Pra minha paixão derradeira

Longos anos a espera que valeu
Num acaso doce do destino
O encontro do olhar com o teu
Fez-me homem do então menino

Um beijo apaixonado que te dei
Um tarde enamorado ao sol
No luar vislumbramos eu sei
Nota em canções de si bemol

Vespertina tua entrega para mim
Com uma lua que testemunho foi
Que teu corpo se entregou assim
Forma simples sem medo que dói

Você foi meu outono de espera
Linda flor doce querubim de amor
Nosso encontro trouxe a primavera
Tua partida foi o elo que quebrou

E minha você será eternamente
Pois recuso a tira do coração
Beladhona flor de minha mente
Amor que me sustenta a solidão

Artur Cortez

Nenhum comentário: