Seguidores desse Blogger

sexta-feira, 19 de julho de 2013

CAMAS VAZIAS - poema



CAMAS VAZIAS

Como castelo de areia que o vento leva
Nossas vidas desmoronam sem rumo
E o destino é o nosso condutor no mundo
Do ciclo de encontro inesperados da vida
Que de uma forma masoquista e atrevida
Descascando cicatrizes e abrindo feridas
Em corações partidos de partidas em plumas
Suaves e doloridas como camas vazias.

Artur Cortez

Nenhum comentário: