Seguidores desse Blogger

domingo, 9 de junho de 2013

ENGANO - poema



ENGANO

Sou viciado em teu veneno
Tórrido e adestrado por teu olhar
Meu mundo não reinvento
Como o cheiro de um novo tempo
Minha teimosia é te amar

Nosso encontro em tempo passado
Esguia como agua para o mar
Nosso tempo do hoje marcado
Perdeu-se no tempo atropelado
O significado de o presente amar

O olhar que outrora me prendia
Hoje é evasivo sem direção
A tentação que me seduzia
Simplesmente entendo que iludia
Meu maior sentimento no coração

Artur Cortez

Nenhum comentário: