Seguidores desse Blogger

sexta-feira, 6 de maio de 2016

DIEGO - soneto

DIEGO

E eu cheguei sem ver você
O mais esperado, desejado!
Sem poema pra me receber
Mas com certeza por te amado

Daquele jeito de um neto teu
Olhar vivo, traquina e sapeca
Como um anjo que veio do ceu
Sou Diego "levado da breca"!

Porque antes de aqui chegar
Recebi a benção de teu amor
Nesse soneto que ao inspirar

O sopro da vida que teu legado
O neto caçula, da caçula flor!
Pequenino sobrinho e filho amado.


Artur Cortez

Nenhum comentário: