Seguidores

terça-feira, 7 de julho de 2009

CORAÇÃO EM LUTO - poema

CORAÇÃO EM LUTO

Lembranças e custodia ficaram
Acorrentadas em meu coração
Amores iguais não nos marcaram
Nem tão pouca febrites de paixão

Saudades sempre me molestam
Pigmenta lagrimas de entura dor
Forçam devaneios tolos em vão
Na busca restauradora desse amor

Assim vida que avante vai a seguir
Num tormento tumulto de solidão
Com o destino que me nega o sorri
Deixando em pleno luto meu coração

Artur Cortez

Nenhum comentário: